David Ayer se arrepende do Coringa não ter sido o principal vilão em Esquadrão Suicida

Esquadrão Suicida foi um sucesso de bilheteria mas um fiasco nas críticas. Na época de seu lançamento até os dias de hoje, o longa ultrapassou sucessos da Marvel e até mesmo da própria DC, ganhou alguns prêmios com votos populares, o que nos deu mais certeza de que, apesar das críticas, o público foi um tanto carismático ao receber o resultado.

Mas David Ayer respondeu um fã em seu Twitter agradecendo-o pelos elogios sobre o filme e aproveitou o momento para desabafar, também em resposta a ele, sobre sua frustração com o resultado de Esquadrão Suicida nos olhos da mídia. Ayer está claramente magoado com certas críticas e críticos referente ao seu trabalho que, segundo ele, foi extremamente difícil de fazer.

Muito obrigado, eu sei que é um filme controverso, tentei fazer algo diferente com sua própria visão e voz.” David Ayer, ele continua “Nada dói mais do que pegar o jornal e ver que alguns anos de total dedicação foram destruídos. O jogo do ódio é forte lá fora”. David Ayer deixou claro em sua carta de desabafo sua tristeza e o arrependimento de não ter feito o Coringa como o principal vilão de Esquadrão Suicida e completou afirmando que não existe uma edição secreta com os seus cortes incluindo algumas cenas do Coringa rodando por aí. Confira abaixo a carta de desabafo do diretor:

 

Share
Publicado por Bianca em 22/jan/2017

COMENTÁRIOS

%d blogueiros gostam disto: