Entrevista: 30 Seconds To Mars tenta acalmar a decepção de alguns fãs com sua nova era.

30 Seconds To Mars concedeu uma entrevista para o site francês Charts In France falando sobre os motivos de Walk On Water e Dangerous Night serem tão diferentes do que já foi criado antes em toda a sua carreira e tenta acalmar os fãs que estão um tanto decepcionados com a nova era da banda. Confira:

Os trechos que ouvi indicam que o novo álbum continuará a transformar “This Is War” na direção do pop-current? Você entende os fãs que dizem sentir falta do rock e do metal que prevaleceram no início da sua carreira?

Jared: Eu acho que isso é uma crítica completamente verdadeira e legítima. “Walk On Water” não é um “Conquistador”. Por que alguém reviveria “Battle Of One”, “The Fantasy” ou “Buddha For Mary” pela segunda vez? Essas músicas são tão bonitas como são. Elas são parte de nossa história, e se você quer ouvir a mesma coisa, você pode simplesmente escutá-las novamente. Mas nunca fomos um grupo repetitivo, e se as pessoas não querem mais ouvir nossas músicas, não importa. Estamos interessados ​​em nos desafiar e seguir em frente, olhando para o futuro. Tentamos ser tão criativos o quanto possível. Eu acredito que seja importante para a banda cantar e continuar a desenvolver. É incrível abrir novas perspectivas! De qualquer forma, na verdade não gosto da palavra “pop”, porque é muito amplo.”

Leia mais.

Publicado por Bianca em 05/mar/2018

COMENTÁRIOS