Entrevista: “O relacionamento com meu irmão é o segredo da nossa longa carreira”, conta Jared

Antes de iniciar a Monolith Tour pela Europa, Jared concedeu uma entrevista para a Maximum Radio falando sobre A Day In The Life Of America, o segredo da longevidade de sua carreira, sobre a organização dos camps com a banda e de preferir o total silêncio a escutar músicas. Confira a tradução em português feita pela nossa equipe.

Entrevista para a MAXIMUM Radio

Telefonamos para o vocalista Thirty Seconds to Mars, um músico, ator, diretor e apenas um homem cuja aparência pode ser listada incessantemente. Jared Leto conversou com nosso anfitrião, Adam James, e nos disse porquê ele não escutamuita música, como ele planeja alugar uma ilha na Croácia e que, talvez, o show no Park Live será a última apresentação de Thirty Seconds to Mars na Rússia.

A: Jared, no festival Park Live em Moscou, Thirty Seconds To Mars será a atração principal no dia 13 de julho. Você e Shannon tocam juntos há 20 anos! Existe um segredo que lhe permite manter uma relação de trabalho amigável ao longo de sua carreira?
Jared: Acho que meu relacionamento com meu irmão é talvez esse segredo. Um vínculo forte nos manteve juntos por muitos anos. Apesar do fato de nos deparamos com ensaios nesse caminho, também houve momentos divertidos e surpresas. Nós não esperávamos que faríamos música por tanto tempo e que teríamos tanto sucesso. Estamos muito felizes com isso.

A: Eu só tenho uma pergunta sobre isso. No ano passado, antes do lançamento do seu último álbum, “America”, você disse que pode ser o último álbum da banda. E ele termina com as linhas: “Você vai sentir minha falta quando eu desaparecer”. Um ano se passou desde o lançamento. Você já pensou em novas músicas?
Eu sempre penso em música. É difícil não fazer isso. Eu sempre escrevo textos, pesquiso, experimento. Mas acho que é bom esperar um pouco entre os projetos e sempre rever o que você faz. Por que você está fazendo isso? Se você quer continuar seguindo o mesmo caminho ou seguir o outro caminho?

A: Vamos falar de shows. Estamos muito felizes pelo seu retorno! O festival Park Live será realizado no centro de Moscou em um dos maiores parques da cidade. E este é um lugar bastante atípico para um grande festival. E qual foi sua experiência em apresentações em locais atípicos?
Nós gostamos de fazer coisas não muito tradicionais, para descobrir novos territórios. Fazemos isso há muitos anos. Eu acho que tocar em um show ao ar livre no meio da cidade é uma experiência bem especial. Estamos sempre ansiosos por isso. Os melhores shows em nossas memórias aconteceram em locais abertos no centro da cidade. Eu recarrego as energias. Estou ansioso para ver todos vocês no dia 13 de julho no Park Live.

A: Sim, esperamos que o tempo não decepcione. E eu tenho uma pergunta para você sobre outro evento. Thirty Seconds To Mars tem seu próprio festival – Mars Camp. E este ano, o Mars Camp é dedicado ao 10º aniversário do lançamento de This Is War. Qual é a essência do acampamento? E como você teve a ideia de criá-lo?
Essa ideia surgiu quando eu caminhava ao lado daquele acampamento em Malibu. E eu pensei que seria legal organizar um pequeno festival lá. Tudo começou há 5 anos. E agora estamos realizando um evento por lá e mais um na Europa, se chama Mars Island. Alugamos uma ilha inteira na Croácia! As pessoas terão um final de semana divertido com Thirty Seconds to Mars. Será uma experiência maluca!

A: Isso soa muito, muito legal! Outra pergunta sobre o último álbum: além do lançamento de America, você também lançou um filme chamado A Day in The Life Of America, pelo qual você enviou 92 equipes para todos os 50 estados dos EUA para filmar o 4 de julho, dia da independência dos EUA, dentro de 24 horas. Minha pergunta é: quando você editou todo o material e assistiu ao filme, você aprendeu algo novo sobre a America? E se sim, o que?
J: Sim, aprendi muito. E é sempre interessante lembrar o que você já sabe. Fizemos um documentário, que faz parte de uma campanha dedicada ao lançamento do álbum. Ele é provocador, engraçado, incrível. E bem tocante. Acabamos de apresentá-lo no festival Tribeca em Nova York. E muito em breve estará disponível para todo mundo.

A: Estamos esperando, porque é um projeto muito interessante para acompanhar o lançamento do álbum. Eu acho que não li nada sobre isso antes. E agora… Claro, somos uma estação de rádio. Nós definitivamente lhe perguntaremos sobre música! O que você está ouvindo no momento? Quais são as 5 melhores faixas que te inspiram?
Eu realmente não ouço música, para ser honesto. Eu crio e toco música o tempo todo. Então prefiro ouvir os sons da natureza e ficar em silêncio o máximo possível, resposta honesta. Eu acho muita inspiração na natureza e nas obras de arte. E eu ouço muitos podcasts e audiolivros.

A: Você acha que ouvir a música de outras pessoas pode lhe dar uma boa ideia musical que você nunca imaginou antes? Por exemplo, compartilho completamente dessa abordagem.
Sim, acho que isso pode fazer sentido. Mas é mais importante para mim dar uma pausa, para me sentir claro.

A: De fato, se você constantemente faz música, o silêncio é um fator chave que torna possível encontrar novas ideias. Mais uma pergunta: nós, como sempre, estamos absolutamente encantados com a sua rotina. Nós não entendemos como você consegue fazer tantas coisas. Quer dizer, você logo fará uma turnê, virá para a Rússia com um show, você acabou de voltar das filmagens de “Morbius”, e você também escala. Como você combina tudo isso? Como você lida com esse cronograma?
É complicado. Às vezes seu corpo e sua mente perdem o controle. Mas pensar em seus hobbies, ter interesse e ser curioso sobre suas atividades – isso realmente ajuda. As vezes uma pausa é bom. Eu recomendo que você faça isso.

A: Eu concordo. Em breve você estará na Rússia. E você é um grande fã de montanhas. Existe uma montanha na Rússia a qual você quer subir?
Nenhuma dúvida disso! Eu gostaria de passar mais tempo na Rússia. É um país tão lindo. Nós amamos muito o seu povo. Meu irmão e eu somos gratos pela oportunidade de voltar aqui. 13 de julho será um dia especial. E talvez esta seja a última vez que vamos à Rússia. Estou ansioso para ver todos e compartilhar esse tempo juntos.

A: Achamos que todos vão se divertir muito e mal podemos esperar por isso! Obrigado pelo seu tempo, Jared. Quer dizer algo para os fãs russos?
Claro! Nós amamos vocês. Ansioso para conhecê-los. Será uma noite completamente inesquecível. Estamos realmente ansiosos. Até breve!

ATENÇÃO: A CÓPIA TOTAL OU PARCIAL DESTE ARTIGO É TERMINANTEMENTE PROIBIDA

Fonte: Maximum Radio

Publicado por Bianca em 11/ago/2019

COMENTÁRIOS