Jared Leto e seu primeiro curta-metragem de 1 Milhão de visualizações.

Fazem 14 anos que o clipe da música The Kill, single principal do álbum A Beautiful Lie, foi lançado e, como esperado, foi o hit que lançou a banda Thirty Seconds To Mars ao mundo.

Em comemoração ao lançamento dessa obra de arte dirigida pelo Jare… Ou melhor, o irreverente, incrível e excepcional Bartholomew Cubbins, fizemos esse post para relembrar a importância que tanto o clipe quando a música trouxe para a carreira do Thirty Seconds To Mars.

The Kill foi o segundo clipe produzido, dirigido e pensado pelo Jared e Shannon, foi o primeiro curta metragem de uma série de outros curtas que viriam a seguir dos outros hits do álbum A Beautiful Lie.

“Esta é uma música chamada ‘The Kill’. Mas não se assuste, é uma música legal. Sobre perder a cabeça.” disse Jared para a Ultimate Guitar. Uma curiosidade muito interessante é que a música foi inteiramente composta no tempo 3/4, geralmente essa demarcação de melodia é utilizada para a composição de valsas, “mas The Kill é um pouco mais rápido que o habitual.”, acrescentou Jared durante a gravação do Extra de A Beautiful Lie.

A música alcançou a 3ª posição na Billboard Modern Rock Tracks e passou 52 semanas nessa lista tornando-se o hit de maior duração na história dessa parada.

Conhecendo Bartholomew Cubbins

O clipe oficial foi dirigido pelo próprio Jared Leto, embora ele vive declarando que foi dirigido por um dinamarquês albino chamado Bartholomew Cubbins, que é o personagem principal do livro do Dr. Seuss The 500 Hats of Bartholomew Cubbins. Em entrevista a Kerrang! em 2007, Jared disse que utiliza pseudonimos para dirigir os clipes do Thirty Seconds To Mars para que ninguém associe o nome dele como diretor por conta dele também ser ator e o compositor das melodias, pois isso acabaria dando discreto à obra de arte. “Infelizmente não deu muito certo, é um segredo muito mal guardado.”, brinca. Mas não podemos negar que o clipe é uma verdadeira obra de arte, com frames e desenvolvimento totalmente inspirados em uma das obras mais aclamadas de Stanley Kubrick – The Shining (O Iluminado), baseado no romance de Stephen King de mesmo nome.

Dissecando o clipe

Com pode-se notar no clipe, a repetição do número 6277. Pois produz “Mars” no teclado do telefone. Esse número aparece também nos clipes oficiais de “From Yesterday” e “Up in the Air”.

As cenas do hotel que podem ser vistas no clipe e executadas no segundo dia, foram filmadas no The Carlu, em Toronto.

O vídeo culmina em um elegante salão de baile da mesma maneira que o final do filme. Em 2:07, nota-se os papéis que Jared está digitando passa rapidamente antes que pudéssemos notar o que está escrito. As palavras escritas parecem repetir: “This is who I really am.“, esta é outra alusão ao filme inspirador, cena a qual Jack Torrance digita páginas e páginas da mesma frase: “Todo o trabalho e nenhuma diversão fazem de Jack um garoto chato.“, repetidamente no mesmo sentido. 

A cena com um homem fantasiado de urso, em um quarto, também.

Jared usou a mesma técnica de direção de vídeo que Darren Aronofsky utilizou em Requiem for A Dream, de divisão de telas.

Cenas do clipe inspiradas no filme The Shining

Abaixo você confere o vídeo exclusivo do extra que traduzimos das gravações do clipe The Kill em comemoração aos seus 14 anos de lançamento.

Bastidores das gravações do clipe da música The Kill

Jared contou para o HuffPost que teve ataque de ansiedade quando estava editando o clipe The Kill. “Eu mesmo dirigi. A gravadora nos largou quando estava montando tudo no clipe, voltei ao corte inicial e pensei ter arruinado nossa carreira.”

Em 2016, o JLBR iniciou a campanha 100 M FOR THE KILL para o clipe finalmente alcançar os 100 Milhões de visualizações para então ganhar o tão cobiçado certificado da Vevo. Este clipe era o mais próximo dessa faixa então fizemos um mutirão para acelerar o processo. Mas somente em 2017 a banda conseguiu bater sua primeira marca de 1 milhão de views, e tão merecido pois, The Kill é uma verdadeira obra de arte que não foi fácil esculpir.

O clipe foi selecionado como o maior clipe de rock pela Kerrang Rock 100 em 27 de junho de 2009.

Abaixo você pode conferir imagens dos bastidores do clipe disponível em nossa galeria.

Mars Mars
Old School » Bastidores de The Kill » Bastidores

ATENÇÃO: A CÓPIA TOTAL OU PARCIAL DESTE ARTIGO É TERMINANTEMENTE PROIBIDA.

Fontes: DVD/CD A Beautiful Lie (Extra), 30secondstomars.com, RIAA

Equipe Jared Leto Brasil

Share
Publicado por Bianca em 02/Maio/2020

COMENTÁRIOS

%d blogueiros gostam disto: