Monolith Tour: Enteda o conceito deste nome para a turnê

Já se perguntaram a razão pela qual a turnê em suporte ao quinto álbum do 30 Seconds To Mars Intitulado America se chama Monolith e não algo relacionado aos EUA ou qualquer outro conceito conectado à isso?

Primeiro que as músicas têm um valor e significado muito além do título. No início da turnê, lá em março de 2018, quando o Mars estava de passagem por Paris, Jared foi entrevistado pela rádio francesa RTL 2, especificamente no programa Le Drive, a qual ele explicou todo o conceito da Monolith Tour, incluindo o palco 360º construído em toda a passagem da turnê pela Europa e todos aqueles materiais que fizeram deste show ser único e incrível aos olhos de quem assistiu de perto, bem como quem assistiu de longe, a Monolith Tour completamente construída.

Antes de mais nada, entenda que o conceito do palco 360º da Monolith Tour tem um significado artístico, como se fosse obra de arte das grandes galerias como explica Jared: “Se chama Monolith por uma razão: Há um grande monólito (em outras palavras significa uma pedra gigante ou obra posta em cima de outras rochas formando basicamente uma “ponte exposta para apreciação”, aqui você pode ver o exemplo) e há uma caixa as quais os quais os lados conectam-se como uma escultura, como se tivesse um enigma dentro.”. Por assim dizer, Mars tentou fazer algo único, artístico e tecnológico para abrir com chave de ouro essa turnê e tornar o America ainda mais especial que já é. O palco é, tecnicamente, os telões movendo-se por todos os ângulos possíveis, o ponto inicial é uma caixa que abre-se contendo um “enigma” dentro. O enigma é, metaforicamente, o 30 Seconds To Mars se apresentando.

Basicamente, o 30 Seconds To Mars misturou arte e tecnologia em toda a construção da Monolith Tour, não somente no palco, mas os efeitos, as luzes e até mesmo as músicas. “levou muito tempo [para construí-lo], no primeiro show quase deixamos as pessoas fora, foi incrível.” Brinca Jared Leto para a rádio.

Mas então, o que levou o 30 Seconds To Mars a chegar nesse conceito? Por que Monolith? Jared responde em poucas palavras seu significado: “Representa algo singular”, diz Jared, “Representa um ponto, foco e comunicação, quero dizer, há muitos significados. Bom, na arena é cheio de material. Geralmente quando você vai à um show de rock, há luzes se movendo e coisas por todos os lados e nós envolvemos tudo isso da forma mais simples que você possa imaginar.”.

A Monolith Tour chegou ao fim nesta semana e com muito sucesso pois a maioria das arenas tiveram seus ingressos esgotados, America chegou em primeiro lugar em alguns países, bem como as músicas do álbum. Mars incluiu músicas old school no setlist e, além disso, realizou o sonho de muitas pessoas durante as apresentações, conquistando um público ainda maior com o estilo alternativo que a banda adotou com o álbum America e a desenvoltura de arriscar alguns passos de dança ao som de Rescue Me.

Você pode matar a saudade da passagem da Monolith Tour no Brasil conferindo esse post especial que fizemos para relembrar os bons momentos.

Aqui você pode conferir a entrevista completa com o Jared para a rádio RTL 2.

ATENÇÃO: É TERMINANTEMENTE PROIBIDA A CÓPIA PARCIAL OU TOTAL DESTE ARTIGO. 

Publicado por Bianca em 14/out/2018

COMENTÁRIOS