Penthouse Abre Processo Judicial Contra Jared Leto e seu Sócio da OMNI
08, jul de 2017

O site Law360 postou hoje a tarde uma nota em que a Penthouse está processando Jared Leto e seu sócio, Jerrick Media, por utilizar a marca registrada já pela antiga revista de ficção científica “OMNI” indevidamente e infringir direitos de exibição online do filme Calígula (1979) na então plataforma digital o qual ele é diretor criativo. Segue nota abaixo sobre a abertura do processo por parte da Penthouse:

“O projeto de antologia de ficção científica de Jared Leto com Jerrick Media o lançou contra uma ação judicial que a Penthouse está arquivando para proteger a propriedade intelectual de seu fundador, Bob Guccione.

A revista para adultos diz que Leto e seus parceiros de negócios estão conscientemente usando marcas comerciais sem permissão. A Penthouse Global Media está processando Jerrick Media, seus diretores, Jeremy Frommer, Rick Schwartz e Jared Leto por violação de direitos autorais, violação de marca registrada, concorrência desleal e publicidade falsa, entre outras reivindicações. (Você pode ver o processo completo AQUI.)

No final dos anos 70, Guccione (fundador da Penthouse) produziu Caligula , um pornô-épico (mais longo da história) dirigido por Tinto Brass, estrelado por Helen Mirren e Peter O’Toole.

Três décadas depois, Frommer comprou em um leilão de fotografia erótica, filmes e documentos históricos, entre outras coisas associadas a Guccione e Penthouse . Ele então começou a revender esses e outros itens relacionados online, de acordo com a queixa, e permitindo que o público veja Calígula por uma taxa. Isso desencadeou a primeira rodada desta luta no tribunal de falências em 2013, mas as partes rejeitaram mutuamente suas reivindicações sem prejuízo.

Agora, a Penthouse afirma que os réus estão novamente oferecendo Caligula para venda ou aluguel – desta vez através do Vimeo.com. O processo também visa a revista online, Omni Media, que alegadamente viola as marcas registradas da revista Omni de ficção científica de Guccione.

‘Apesar de saber da existência das Marcas OMNI registradas e apesar de ter sido negado o registro do Omni Reboot, os Recorrentes, no entanto, continuaram a infringir voluntariamente e descaradamente as Marcas OMNI ao operar uma revista on-line em https://omni.media, que refere-se como OMNI Reboot, que não só usa as marcas OMNI em conexão com a publicação de uma revista online com tópicos de ciência e ficção científica, mas também contém arquivos da revista OMNI original, incluindo artigos de revistas e reproduções de capas da mesma, tudo Sem a permissão ou consentimento da Penthouse‘, escreve a advogada da Penthouse, Caroline Mankey, em uma denúncia apresentada na quinta-feira.

Leto é arrastado para a briga por causa dos relatórios da mídia as quais ele está se associando com Jerrick Media para produzir conteúdo original usando as marcas registradas da Omni, incluindo uma antologia da televisão futurista. O processo visa não só danos, mas também uma injunção para impedir que os réus usem as marcas Caligula e Omni e ordene que todos os materiais que carregam essas marcas sejam entregues e destruídos.

Jerrick emitiu um comunicado sexta-feira em resposta ao processo: ‘A Companhia acredita que o processo é sem mérito e pretende defender-se vigorosamente contra ele’. O representante de Leto ainda não respondeu se manifestou.”

Fonte: THR.com

COMPARTILHE A POSTAGEM
TWITTER FACEBOOK GOOGLE + TUMBLR
Premiere de Sleepers, A Vingança Adormecida
Fotos para a NYLON
Festival de Cannes: Retratos
Abertura do show do Audioslave no Madison Square Garden em Nova York (29 de Out.)
MTV Europe Awards: Potraits
Fotos para a Dazed & Confused
JARED LETO BRASIL 2014 - ∞ SOME RIGHTS RESERVED { | } SITE DESENVOLVIDO POR KITTY ON FLEEK