The Monolith Tour no Brasil – A excepcional passagem do 30 Seconds to Mars pelo BRASIL

(Por Matheus Izzo, Redator Chefe e Editor do jaredleto.com.br)

A fama internacional do público brasileiro ser um dos mais apaixonados do mundo todo não foi dada por acaso. De forma geral, a expectativa é alta em relação à chegada de grandes turnês internacionais ao país, ainda mais quando as mesmas se tratam de artistas enormemente reconhecidos. 

Isso não foi problema para o Thirty Seconds to Mars, que agora é formado apenas pelos irmãos Leto, Jared e Shannon.

Donos de grandes ‘hits’ de sucesso, milhares e milhares de visualizações no YouTube e diversos prêmios, o 30STM chegou ao Brasil no fim do mês de Setembro para shows em três cidades: São Paulo, (27), Porto Alegre, (29), e Curitiba, (30). A hoje dupla veio à America do Sul com a “The Monolith Tour”, em divulgação de seu mais novo trabalho, “AMERICA”

O álbum, em si, teve recepções mistas. Com um conceito focado na cultura americana, a sonoridade do trabalho é predominante pop, fugindo um pouco das origens do grupo americano. Contudo, os singles “Walk on Water”, “Dangerous Night” e “Rescue Me” foram muito bem aceitos de forma geral.

Resultado de imagem para thirty seconds to mars brasil
(Foto: Reduto do Rock)

A última vez que o Thirty Seconds to Mars se apresentou no país com turnê solo foi em 2014 (a banda esteve no Rock In Rio ano passado, quando ainda não tinha lançado “America”). A espera dos fãs (denominados “Echelon”) era grande, assim como a incomum sensação de dúvida, já que ninguém sabia como a banda iria se comportar em terras brasileiras pela primeira vez sem um guitarrista. A expectativa se tornava cada vez maior… e a decepção foi zero. 

Clique para ver imagem em tamanho real

O show de São Paulo, no Espaço das Américas, em uma noite de quinta-feira chuvosa, foi o pontapé inicial de uma turnê memorável. Você pode ler nossa review completa sobre a apresentação clicando aqui

Jared, que “entra em ação” usando suas roupas Gucci – no mínimo – extravagantes, soa como líder de um culto religioso onde os adeptos são extremamente fiéis às suas referências, o tratando e respondendo com louvor.

Clique para ver imagem em tamanho real

Os irmãos pareceram mais soltos e simpáticos do que da última vez, mantendo contato com os fãs quase o show inteiro. E isso também aconteceu em Porto Alegre, no Pepsi on Stage, no sábado, e Curitiba, no lotado Teatro Positivo, no domingo. Jared, como todos sabem, também é ator e isso com certeza o ajuda em suas performances como vocalista. Shannon, que agora também canta – com muitíssima qualidade, há de se reforçar -, tem muito mais espaço e tempo para brilhar.

Clique para ver imagem em tamanho real

Os pontos altos das apresentações do Thirty Seconds to Mars ao vivo não se dão apenas por questões técnicas. Claro que Jared possui uma voz poderosa e extremamente qualificada e Shannon é um excelente baterista, mas o que torna as performances dos irmãos Leto memoráveis é a energia e o sentimento de realização. É impressionante como o público se identifica e se entrega aos artistas em questões de segundos. Talvez a fórmula de refrões marcantes e “chicletes” seja uma das responsáveis… mas o que se presencia nas turnês do Mars vai muito além disso.

Há muito mais do que simplesmente uma banda por trás da história dos Leto. Após uma infância complicada e criados por mãe solteira, Jared e Shannon encontraram na arte motivos para serem ouvidos.

Clique para ver imagem em tamanho real

Na era digital, artistas de diversos gêneros e indústrias possuem inúmeras ferramentas para se posicionarem em relação à tudo o que acontece no planeta e, tentando fugir do já instaurado caos, as apresentações do 30STM parecem ser um sinal de luz no meio à escuridão.

Ao público é disponibilizada a oportunidade de se apreciar a experiência de uma performance repleta de boas energias e sensações, que consegue transmitir um sentimento de paz e liberdade difícil de se encontrar hoje em dia. O grito entalado em prol daquilo que se acredita foi facilmente escutado através das mais de 15 mil pessoas que acompanharam essa passagem do grupo pelo Brasil. 

Clique para ver imagem em tamanho real

Com obras em sua maioria focadas na busca pelos próprios sonhos e pela priorização do amor/compaixão, o Thirty Seconds to Mars oferece aos seus fãs através de suas performances um motivo a mais para se acreditar naquilo que se almeja. 

Um dos maiores exemplos disso na Monolith Tour no Brasil foi o garoto Pedro, de Curitiba, que realizou seu sonho subindo no palco a convite de Jared, no dia 30. O menino, que também é muito fã do trabalho do músico como ator, foi ao Teatro Positivo naquela noite caracterizado de Coringa, personagem de Leto no filme ‘Esquadrão Suicida’, de 2016. 

A expressão de felicidade e realização é clara, e não estamos falando apenas de Pedro. Se expressar por quase 2h através de canções ao vivo sobre incríveis sentimentos é, claramente, uma das maiores paixões de Jared e Shannon.

Clique para ver imagem em tamanho real

O balanço final da “Monolith Tour” no Brasil é um só: milhares de fãs realizados, músicos em plena forma e apaixonados pelo próprio trabalho e a constante sensação de que TODOS os sonhos são possíveis.

Independente de cor, classe social, orientação sexual ou idade, Jared e Shannon Leto conversam com seu público através de suas obras e os aconselham a sempre evoluírem e se tornarem pessoas melhores em uma sociedade ainda completamente perdida.

O Thirty Seconds to Mars se prova, mais uma vez, contra todo tipo de julgamento promovendo a união, onde seus próprios fãs lutam juntos por um único propósito: a maior experiência de suas vidas.

O futuro da banda ainda é incerto, mas se existe algo que o público brasileiro pode oferecer à Jared e Shannon, é, sem dúvida alguma, a certeza de um lugar para eles sempre visitarem.

Publicado por Bianca em 05/out/2018

COMENTÁRIOS