A pesquisa profunda de Jared sobre Paolo Gucci o ajudou a formar seu figurino em House Of Gucci

Esta semana marca o tão esperado lançamento de House of Gucci, o filme dirigido e co-produzido por Ridley Scott que conta a história de um dos capítulos mais sombrios da família Gucci. O filme é baseado no livro de Sara Gay Forden, A Casa da Gucci: Uma História Sensacional de Assassinato, Loucura, Glamour e Ganância, e conta sobre a ascensão de Maurizio Gucci ao pináculo da empresa familiar, antes que o império da moda comece a desmoronar e o próprio Maurizio é assassinado. Além de Adam Driver (que interpreta Maurizio), o elenco inclui Lady Gaga como Patrizia Reggiani, Jared Leto como Paolo Gucci e Al Pacino como Aldo Gucci.

Leto – que interpreta o forasteiro da família Paolo – é um colaborador frequente da casa. No início deste mês, ele desfilou pela Gucci em seu show “Love Parade” em Los Angeles, continuando seu relacionamento com a marca que se estendeu ao longo da gestão de Alessandro Michele como diretor criativo. Apesar disso, esse relacionamento teve pouco ou nenhum impacto em seu papel na House of Gucci.

“São duas coisas completamente distintas”, diz Leto sobre o filme e sua relação com a marca. “Acho que muitas pessoas vão ficar chocadas e surpresas com a história da família Gucci. Trabalho com a marca há sete anos e não conhecia a história. Eu não sabia que havia esse drama, intriga, assassinato na família.”

Muito foi dito sobre os trajes extravagantes e dramáticos de Lady Gaga, mas tanto o Leto quanto o Driver mostram seu caráter pela maneira como se vestem também. No caso de Paolo, seu status de outsider é afirmado por meio de seu traje – incluindo um terno de veludo cotelê lilás e xadrez de cores vivas – que mostra como ele é diferente do resto do clã Gucci. “Os ternos são absolutamente lindos, tínhamos uma equipe fenomenal que trouxe essas coisas à vida”, diz Leto. “Eu realmente forcei todo mundo a ir mais longe. Minha única direção real era empurrar com cores e os designs para representar os extremos de Paolo, porque ele era uma pessoa extrema e apaixonada.”

Na preparação para o lançamento do filme, Leto disse que queria ficar “absolutamente louco” com o papel, algo que é replicado nas próteses necessárias para interpretar Paolo. “Basta olhar para Paolo, foi isso que eu quis dizer”, diz Leto sobre essa citação agora. “Esse foi o resultado, alguém que realmente empurra para os limites, os extremos da vida. Alguém que é apaixonado, que tem muita volatilidade, humor e coração. Estou muito grato a Ridley por me deixar enlouquecer.”

O filme em si é uma produção bombástica, que acelera as tensões emocionais entre os vários membros da família Gucci. Mas também é uma prova do legado da casa e da enorme posição que ela ocupa na cultura popular.

“É uma coisa selvagem”, como diz Leto. “Quem diria que o couro poderia levar a essa loucura?”

Fonte: Hypebeast

Share
Publicado por Bianca em 23/nov/2021

COMENTÁRIOS

%d blogueiros gostam disto: